Saturday, December 25, 2010

.:. Reverb 10 .:.

24 de dezembro  - Tudo está OK
Qual foi o melhor momento que poderia servir como prova de que tudo vai dar certo? E como você vai incorporar essa descoberta para o próximo ano?
(Autor: Kate Inglis)

Neste ano essa sensação de que tudo ficaria bem, aconteceu várias vezes e eu aprendi muito com isso, pois me faz ter certeza de que Deus está sempre presente na minha vida e que é Ele a razão de tudo estar sempre muito bem. Ao entregar minha vida de verdade nas mãos de Deus e deixar de fazer as minhas vontades sinto que tudo mudou.
Então eu acho que não tem “o melhor momento” em que eu possa dizer que isso aconteceu, porque todos foram muito especiais. Em um deles eu pude até parar de encucar com a idéia de que não existem homens bons (ou perfeitos ao meu ver). Deus me guiou até um local inesperado e de uma maneira inesperada, pra que eu pudesse ver que eles existem sim e que eu não posso continuar a olhar algo sem a direção dEle! Muito vago, né?! Mas confesso... foi incrível!!
No ano que vem quero continuar a viver direcionada por Deus, quero me entregar ainda mais e fazer muito mais para que outras pessoas possam sentir a paz e a tranqüilidade que hoje sinto!
  
December 24 - Everything’s OK 
What was the best moment that could serve as proof that everything is going to be alright? And how will you incorporate that discovery into the year ahead? (Author: Kate Inglis)

This year that feeling that everything would be fine happened several times and I learned a lot about it because it makes me sure that God is always present in my life and that He is the reason that everything is always fine. Deliver my life for real in God's hands and stop making my will make me feel that everything has changed.
So I guess there is no "best moment" in which I can say that this happened because everyone was very special. In one of them I was able to stop with the idea that there are no good men (or perfect to me). God guided me to an unexpected place and in an unexpected way, so I could see that they must exist and I can not continue to look toward something without Him! Vague much? But I confess ... it was amazing! 
Next year I want to continue to live guided by God, I’ll give myself even more and do more for others to feel the peace and tranquility that I feel today!


0 comments:

Post a Comment